quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

...as ironias do destino cruzam o nosso caminho?

E ae galera! Maior tempão que eu não aparecia por aqui. Digamos que andei bem atarefado nos últimos dois meses, por isso andei meio distante. Mas hoje tive um motivo ótimo para reativar meu diário online e garantir que não sumirei tão cedo.

Hoje vi algo que não precisava. Meu dia estava simplesmente ótimo. Acordei com um bom humor maravilhoso e consegui fazer várias coisas no trabalho. Ao sair da empresa consegui fechar uma venda das boas para um dos meus postos (surpresa!). Pelo que parece, tudo estava indo bem demais. Mas foi no caminho pra casa que a ironia do destino fez questão de cruzar o meu dia.

Estava eu, bem faceiro no penúltimo banco do ônibus, escutando minha playlist bem feliz (a música que rolava no momento era "The Time 'Dirty Bit' - BEP") quando vejo na roleta um "caso" do ano passado. E o melhor de tudo, estava com o novo namorado. EU QUERIA MORRER!

Bom, virei para a janela como se não estivesse prestando atenção em mais nada que não fosse a rua e os mesmos passaram por mim e sentaram no último banco, ATRÁS!! Posso com isso? Acredito que de início ela não percebeu que eu, Jr, estava sentado no banco em sua frente. Fiquei tão nervoso que não conseguia mais prestar atenção na música. O que fiz? Liguei para Dmenor (melhor coisa que eu poderia fazer). Pedi, bem baixinho, para que ela ficasse falando comigo até eu descer da condução. Não demorou para ela entender que eu não poderia dar muitas explicações no momento, então continuamos o papo. Foi quando minha voz voltou ao tom normal, que a criatura sentada atrás percebeu quem era o "estranho" que falava ao telefone. Pegou suas coisas e sentou em um banco mais a frente, deixando o namorado no banco de trás. Graças a Deus que logo cheguei na parada. Desci, e finalmente pude colocar tudo para fora no telefone (pobre da Dany!).

Não consigo descrever um sentimento correto para o momento. Não sei se era ciúme, se era ódio, se era remorso, se era arrependimento por algumas atitudes que tive com ela, não sei, simplesmente não sei. Só tenho uma certeza: essa criatura foi a unica pessoa que mexeu comigo desde que terminei meu relacionamento em 2009. Foi a unica pessoa que fez meu peito se abrir e agora, se fechar novamente. A Dmenor disse que eu já deveria ter esquecido e ter partido para outra há muito tempo. Me deu mais alguns conselhos e desligamos o telefone. Nada como uma opinião feminina para fazer nossos pensamentos mudarem.

Quando coloquei os fones no ouvido novamente, talvez por coincidência, estava começando a música "Cry For You - September". Bom, procurei não escutar mais nenhuma música até chegar em casa, apenas essa (repeti ela umas quatro vezes).

Bom galera, agora estou mais leve! Coloquei pra fora o que me afligia e deixo com vocês o video da musica que me fez mudar de espírito.

Beijão pra todo mundo!!!

P.S: quando estava no segundo ônibus para casa, dei de cara com eles novamente ¬¬'
Estavam caminhando em direção a casa dela. Mas aí, já tinha conversado com a Dany e o sentimento que me deixou sem reação no primeiro ônibus, já não me afligia mais! =]


Nenhum comentário: